fbpx skip to Main Content
Área do Cliente (41) 3247-2065 contato@exactaonline.com.br
Qual A Diferença Entre Lucro Real E Lucro Presumido?

Qual a diferença entre Lucro Real e Lucro Presumido?

A legislação brasileira prevê contribuições sociais que incidem sobre a receita bruta da empresa. Se a empresa não tem faturamento abaixo de 4,8 milhões no ano, ela não se encaixa no Simples Nacional.  Será necessário escolher um regime tributário. Isso impacta diretamente nos impostos a pagar.

A escolha precisa ser estratégica e com base no Planejamento Tributário, pois os regimes influenciam a forma de cálculo do PIS, COFINS, IRPJ, CSLL. É importante que se tenha uma assessoria de um Contador para essa escolha.

Vamos entender a diferença.

LUCRO REAL

No Lucro Real, a empresa precisa calcular o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica e a Contribuição Social sobre o Lucro líquido em cima do lucro efetivamente real da empresa. Isso considerando os ajustes – adições, exclusões e compensações – previstos na legislação.

Este tipo de regime tributário permite algumas deduções interessantes nos impostos, como em energia elétrica, ser isento de pagar algum imposto, entre outros.

Há também uma segurança para quem opta por esse regime: caso a empresa tenha prejuízos durante o ano de exercício, a legislação  brasileira a protege e dispensa o recolhimento de alguns tributos.

LUCRO PRESUMIDO

No Lucro Presumido, o cálculo de tributos é feito sob uma margem de lucro pré-fixada pela legislação, que a divide em setores. Exemplo: para atividade comercial, a margem de lucro presumida é de 8% em cima da receita bruta. Na prestação de serviços, a margem é de 32%. Isso significa que não importa o quanto você lucra, seus tributos serão sempre em cima desse lucro pré-fixado.

Empresas que possuem custos baixos e faturamento alto costumam adequar-se melhor a este tipo de regime tributário. Em contra partida, em caso de prejuízo, o imposto será cobrado do mesmo jeito, sem abatimento a nada.

***

Independente de qual escolha será feita, só será possível alterar o regime no próximo ano contábil. Procure um Contador de confiança para ajudar nessa decisão. Ele vai realizar todos os cálculos e situação financeira da empresa para ajudar a decidir qual regime tributário adotar.

Exacta Contabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top